Voltar ao site

Ação da Cidadania discute propostas da Agenda Betinho 2020 em live

Transmissão acontece no dia 03/dez, às 16h, pelo canal da entidade no Youtube

· noticias

Fonte: Henrique Barbosa

Com o objetivo de apresentar a Agenda Betinho 2020 e discutir sua importância como instrumento de formação para cidadania, a Ação da Cidadania promove a live Agenda Betinho 2020 no dia 03 de dezembro às 16h no canal oficial da entidade e no canal do Facebook . O documento que contém 40 propostas de políticas públicas municipais visa garantir, fortalecer e avançar as estratégias avaliativas de Segurança Alimentar e Nutricional em todo país.

Participarão do debate Chico Menezes, vice-presidente da Ação da Cidadania, Maria Emília Pacheco, antropóloga e assessora da Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional (FASE) e ex-presidente do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), Salete Valesan, diretora da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso), Mayara Moura, professora de Biologia e Gestão Ambiental e o mediador será Eduardo Tardiole, professor de Geografia, História e Sociologia e Coordenador do comitê da Ação da Cidadania na cidade de Machado- MG.

“Na medida que se coloca a questão da alimentação dentro do campo da saúde pública, nós estamos trilhando um caminho certo. Abordar essas estratégias de quem sente no dia a dia esse drama que é a fome se faz extremamente necessário, pois nós precisamos trabalhar isso de forma assertiva, uma vez que, se o Estado não está fazendo, temos que fazer com nossas próprias mãos. Essa é a ideia da Agenda Betinho 2020 e é isso que precisamos mostrar e trazer para a sociedade, propostas de políticas públicas que pretendem diminuir ou quem sabe acabar de vez com essa calamidade que assola nosso país”, destacou Chico Menezes.

O documento tem como finalidade contribuir com a garantia, desenvolvimento e fortalecimento das políticas públicas municipais de Segurança Alimentar e Nutricional em todo o Brasil, além de ser uma forma de ampliar as práticas que a Ação da Cidadania vem fazendo com foco no compartilhamento da gestão pública, divulgação de suas atividades e os caminhos de melhoria de seu desempenho.

A fome é um processo de construção contínua e é incabível pensar que muitos morrem dela ano após ano. Pensando nisso e tendo em vista as eleições municipais deste ano, a 1ª edição da Agenda Betinho foi direcionada para as candidaturas, eleitores, equipes técnicas das gestões públicas municipais, rede de Comitês da Ação da Cidadania e sociedade civil organizada (CONSEAS, coletivos, movimentos sociais, ONGs, instituições religiosas, associações de moradores, cooperativas e sindicatos), que buscam através do documento cobrar políticas públicas para enfrentar esse problema e dar uma alimentação digna a quem mais precisa.

As propostas que vão ser discutidas entre os convidados na live estão apresentadas na Agenda Betinho 2020 e divididas em quatro áreas: Produção e Abastecimento de Alimentos Saudáveis; Acesso à Alimentação Saudável; Fortalecimento do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN) e Educação Alimentar e Nutricional.

“Trazer essa iniciativa em um debate que se faz tão necessário é muito importante, pois, se era urgente, agora mais do que nunca se faz ainda mais presente – trazer esse diálogo é se colocar no lugar do outro principalmente entre esferas públicas e privadas. Não haverá segurança alimentar e nutricional se nós não tratarmos deste tema de forma relacionada, ou seja, pensar que ao mesmo tempo precisamos de políticas no campo da seguridade social, no campo econômico, no campo ambiental, no campo cultural – essa interrelação que nos faz entender a complexidade realmente do que é combater a fome, pontua Maria Emília Pacheco.

A Agenda Betinho 2020 traz propostas feitas através de discussões travadas pelas organizações que fazem parte da Conferência Popular de Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional e todas as diretrizes têm a intenção de orientar candidatos ao legislativo e ao executivo municipais no desenvolvimento de planos de governo comprometidos com a temática; oferecer suporte teórico sobre estas políticas públicas para lideranças comunitárias; apoiar as ações de exigibilidade desenvolvidas pela Rede de Comitês da Ação da Cidadania em todo Brasil; alertar a população brasileira sobre o contexto alarmante de insegurança alimentar e nutricional do país; auxiliar o eleitorado na identificação de candidaturas comprometidas com o tema.

“Com vista à continuidade do legado de Herbert de Souza, o Betinho, na luta pela erradicação da fome e da miséria no Brasil, queremos que, com este material, essas práticas reafirmem nosso compromisso, por meio de políticas públicas, e que sejamos porta-vozes por meio de um relacionamento direto e transparente com nossos coletivos, movimentos sociais e entre outras partes interessadas”, afirmou Daniel Souza, filho do Betinho e presidente do Conselho da ONG Ação da Cidadania.

Neste sentido, a ideia de discutir a Agenda Betinho 2020 nesta live é fazer com que essas políticas públicas cheguem com urgência à população para ter acesso aos alimentos saudáveis e de base agroecológica, tanto pela temática da transferência e geração de renda, quanto pelo incentivo à plantação de alimentos. E, por fim, evidenciar a valorização de medidas educativas promotoras de conhecimento agroecológico, de processos alimentares envolvendo a produção e o consumo e seja garantida a visibilidade à relevância dos costumes de povos e culturas tradicionais.

“Precisamos pensar a longo prazo, pois afinal nós não trilhamos o caminho da fome sozinhos e acreditamos que a educação é o que transforma e é isso que queremos levar a todos”, finalizou Salete Valesan.

Para conhecer as propostas da Agenda Betinho 2020 e entender os principais indicadores, baixe o documento aqui .

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK